Watch videos with subtitles in your language, upload your videos, create your own subtitles! Click here to learn more on "how to Dotsub"

Rav Berg - Rav Berg on The Secret of Pesach

0 (0 Likes / 0 Dislikes)
Eles iriam aceitar o princípio da restrição. Em outras palavras. Eles iriam sair da escravidão do desejo de receber somente para si. Para desejar se tornar uma nação de livre escolha. Porque o desejo de receber somente para si, como sabemos, é incorporado no momento do nascimento. Isso é uma consciência robótica. Todos nós nascemos com o instinto natural de auto preservação. Não é algo que precisa ser aprendido. Não é algo que tenha que ser conquistado. Mas algo com o qual nascemos. Então qual é o propósito de estarmos na Terra, se nascemos com o desejo de receber somente para nós mesmos e auto preservação, e nenhum outro propósito? Então somos robôs. É esse o propósito? Nascer para sermos robôs e morrer. Então acontece o Pessach. Pela primeira vez uma nação irá representar o propósito de termos sido criados. E não é para sermos robôs. E a única forma que podemos demonstrar um aspecto do livre arbítrio, é com um ato de restrição. O ato de restringir é a única prorrogativa que a raça humana tem para demonstrar o livre arbítrio. Porque se apenas seguirmos o caminho da história da existência e entrarmos no fluxo das coisas que acontecem, sem restringirmos. Porque é apenas a restrição que requer o esforço. Nada mais requer esforço. Ir a uma loja comprar um pão e se alimentar não requer esforço. É uma parte instintiva do nosso procedimento de vida. É a apenas quando surge uma necessidade, que nós paramos e pensamos "oh oh. Enquanto essa necessidade estiver pressionando. Mas qual é meu propósito aqui? Demonstrar que eu não sou parte de uma consciência robótica. Por outro lado, se minhas roupas rasgam, é um instinto natural sair para comprar novas Isso não é uma decisão que eu tomei. É uma decisão que foi confiada a mim. Até as roupas que eu visto, até mesmo a decisão de que tipo de roupa eu vou vestir, não é uma decisão minha. Então se olharmos ao nosso redor, em 99% das nossas atividades vivemos no padrão robótico de consciência. Auto preservação. O que quer que seja necessário nós fazemos como robôs. Mas no momento em que conectamos e fazemos um ato de restrição, isso requer livre arbítrio Quantos de nós já escapou de traumas de um trabalho, ou uma doença, ou um trauma de família. Quantos? Escampamos de tudo isso. Se temos o controle total, então porque não controlamos todos os nossos problemas? Se realmente estivéssemos no controle total, somente um imbecil não pararia por um momento para prestar atenção e dizer "quanto da minha vida está de fato sob meu controle?". Quando a escuridão é total, significa que a consciência robótica é total, o que também significa que há totalidade do desejo de receber somente para si mesmo. Não existe livre arbítrio. E tudo é governado pelo cosmos. Um mês é bom, um mês é ruim. Um dia é bom, um dia é ruim. Então temos altos e baixos. Nós pensamos que esses altos e baixos são os autores das nossas atividades. E isso é um engano. Porque se todos se sentassem e decidissem prestar atenção. Não estou falando de quem tenha atingido o nível de consciência para entender que a restrição se torna a maior parte de sua vida. Mas alguma parte. Se qualquer um prestar atenção vai perceber que as mesmas coisas acontecem nos mesmos dias da semana. Vão perceber que as mesmas coisas acontecem nos mesmos meses do ano. Assim como todos os outros meses dos próximos anos e anos anteriores. E etc. Para nos indicar, sem a menor dúvida, que aquilo no que acreditamos ser o livre arbítrio, que aquilo que acreditamos ser consciência livre, é total ilusão. Esse é o significado do Pessach. Para conectar e fazer uma associação e se tornar, de novo, um indivíduo que pode começar a controlar sua vida e tudo aquilo ao nosso redor. Os sábios e a Torah não nos trouxeram uma tradição. Não um Num Mitzvah. Como se já não tivéssemos suficiente. Não deveríamos gostar de celebrar o dia 4 de julho, a declaração da Independência? Se nossos quatro pais não tivessem lutado pela independência, nós não a teríamos. Se eles não tivessem saído do Egito, talvez ainda seríamos escravos no Egito. Esta não é a razão. Nossa celebração de 4 de julho, eu acredito, não expande nossa consciência em nenhum aspecto. Não melhora nossa saúde. Não melhora nosso meio ambiente. Não melhora minha posição na sociedade. Não me traz mais prosperidade. Não me traz mais felicidade. Não me traz mais nada. Então eu penso, ninguém reivindica isso. E ninguém celebra o Pessach por esses motivos. Eu gostaria que uma pessoa nesse mundo se levantasse e dissesse: "eu segui a tradição e agora eu senti uma transformação completa". Ninguém. Qual foi a diferença? A única coisa seria dizer "obrigada, Deus, por livrar nossos quatro pais da prisão, por isso não sou mais um escravo". Mas no dia seguinte estaria de volta à escravidão. De volta ao estado robótico de consciência. Nenhum controle sobre sua vida e etc.

Video Details

Duration: 7 minutes and 3 seconds
Country:
Language: English
License: Dotsub - Standard License
Genre: None
Views: 94
Posted by: yosef.farnoosh on Apr 6, 2016

Rav Berg - Rav Berg on The Secret of Pesach

Caption and Translate

    Sign In/Register for Dotsub to translate this video.