Watch videos with subtitles in your language, upload your videos, create your own subtitles! Click here to learn more on "how to Dotsub"

David Goldberg on the future of metaheuristics and artificial intelligence

1 (1 Likes / 0 Dislikes)
Sempre me pareceu que metaheurísticas, algoritmos genéticos, computação evolucionária, inteligência de enxames, têm tido um impacto na indústria e você verá nas empresas metaheurísticas em vários produtos Koza gosta de falar sobre a razão "I para A" coisas muito "Artificiais" e pouco "Inteligentes" A Inteligência Computacional têm tido um impacto e esse impacto crescerá Não é algo de que as pessoas se gabam ou descrevem como parte do produto

Sob uma perspectiva de marketing, não é algo que as pessoas sempre evidenciam no que fazem mas no final das contas está lá. No meu país há um viés contra as meta-heurísticas porque não há como provar que elas sempre funcionam mas você pode provar convergência global Essa é uma distinção que foca nas coisas que podem ser provadas versus coisas que "apenas" funcionam de algum jeito. Por exemplo, um avião. Ninguém nunca provou que um avião pode voar em uma forma rigorosamente matemática. Mesmo assim nós confiamos nossas vidas a ele. Não há prova formal de convergência para um avião

Não há prova para máquinas materiais, um avião ou uma tostadeira Não há prova formal de que uma tostadeira pode tostar um pão. Quando vamos para o mundo conceitual de repente essas coisas se tornam importantes. São importantes culturalmente, sem importância pragmática porque podemos confiar nossas vidas a máquinas para as quais não se pode provar convergência mas não queremos provas rigorosas de convergência queremos uma certa garantia de nível de confiabilidade no domínio do uso de uma dada máquina; e queremos garantir o desempenho sob certas circunstâncias

Então por que não fazemos o mesmo para metaheurísticas? Por que não temos procedimentos para testar metaheurísticas que são mais similares àqueles que usamos para aviões e torradeiras? Eu fiz uma distinção entre máquinas conceituais e máquinas materiais e me parece que há um viés cultural que muda as regras de projeto para máquinas conceituais, e eu acho que essa mudança é um tanto suspeita. Me parece uma pretensão matemática ou elevação da matemática em detrimento da funcionalidade e do pragmatismo. E se com o que nos preocupamos é o funcionamento adequado para servir seres humanos não deveria importar se algo tem prova de que funciona desde que entendamos de alguma forma que esse algo funcione para a finalidade desejada. Procurar por provas formais de convergência é como aquela antiga música country, é procurar o amor em todos os lugares errados. Precisamos procurar nos lugares certos pelo que precisamos.

Video Details

Duration: 3 minutes and 20 seconds
Country: Brazil
Language: English
Genre: None
Producer: IEEE Computational Intelligence Society Student Chapter at Unicamp
Director: Carlos R. B. Azevedo
Views: 66
Posted by: crba on Dec 4, 2012

An interview with David Goldberg, one of the most prominent Genetic Algorithms pioneers, on what is the role of metaheuristics and biologically-inspired computational approaches for problem-solving in engineering.

Caption and Translate

    Sign In/Register for Dotsub to translate this video.